Como fazer uma estufa?

Dicas de como eu fiz minha estufa.

Queria um lugar para germinar sementes e guardar mudas, a solução era construir uma estufa!

Como queria inicialmente germinar hortaliças e também espécies florestais optei por uma estufa de lona transparente com a lateral de sombrite.

A diferença para um viveiro seria que no viveiro toda a estrutura seria montada com sombrite, e em uma estufa há projetos que são 100% com lona transparente. Dependendo das espécies que você irá produzir vale a pena uma pesquisa para saber qual tipo de estufa é mais interessante para você, e se talvez não seja o caso de construir um viveiro ao invés de uma estufa.

Fiz a estrutura com Bambu e Madeira intercalando os dois. O meu desenho foi um desenho básico de “casinha”.

Como meu modelo de “telhado” era de casa tradicional precisei calcular a caída. A caída do telhado determina que a água caia ou escorra tranquilamente para não empoçar.

Eu não tinha a menor idéia de como calcular isso e qual percentagem de caída seria boa para minha estufa. Pesquisando online decidi fazer uma caída de 30%, que basicamente significa que a cada 1 metro de base o telhado sobe 30 cm.

 

O site do Pedreirão que me ajudou nessa conta, aqui: ➡️Como Calcular a Inclinação de um Telhado, Passo a Passo!

Com a estrutura montada era hora de esticar a lona, para esse trabalho inicialmente usei um grampeador de tapeceiro. Estiquei duas águas sobrepondo paralelo a base estrutural. Até a primeira chuva… a sobreposição paralela a base não funcionou, e apesar de ter deixado bem esticado não aguentou a primeira chuva forte, e começou a entrar muita água na emenda da lona.

Nessa foto a estufa ainda em construção, com a lona esticada na posição errada.

Para os pés aproveitei uma peças de ferro velho que tinha que serviram perfeitas para as colunas.

Descobri a maneira certa de esticar bem a lona nesse vídeo:

Que me ajudou muito a concertar a cagada…

Não teve jeito de concertar e a solução foi passar mais uma lona na posição correta e fazer como no vídeo mas no meu caso usei bambu ao invés da ripa, enrolando a lona, e amarrando com uns pedaços de camera de pneu, a elasticidade da camera ajudou a manter a lona de cima bem esticada.

Outro problema que acabei encontrando foi o vão livre. Como o vão livre ficou muito grande precisei de algumas travessa entre os bambus principais para ajudar a sustentar e manter a lona esticada. Fiz isso com tiras de bambu apenas colocando e travando no lugar. O que resolveu o problema.

Na foto a minha principal ajudante em fazer mudas! E no fundo as ripas de bambu atravessadas para ajudar a esticar a lona.

Irrigação.

Depois de pronto, era hora de solucionar outra questão. A irrigação.

Para isso primeiro tentei a técnica de microfuros em garrafa PET. Fazendo um microaspersor caseiro assim:

Tem vários vídeos na internet e até funciona, mas na estufa não ficou muito legal, quando fechava o registro as gotas ficavam muito forte, e não gostei muito do resultado.

Decidi então por um microaspersor próprio para isso, com chulinha. A chulinha funciona como uma bucha no cano e ai é só encaixar o microaspersor.

Gostei bastante da solução, pois a irrigação ficou bem uniforme. No teto da estufa passei o encanamento com 3 canos de pvc 3/4 e fui fazendo os furos para inserir os microaspersores.

Para finalizar o processo e ficar perfeito e automatizado comprei um temporizador de irrigação.

Existem vários modelos de temporizador acabei optando por esse modelo da Amanco.

Sem jabá, mas funciona muito bem! Achei carinho, mas vale muito a pena.

Ele funciona a pilha e o meu já está funcionando a um tempão, a única manutenção é limpar o filtro que acumula sujeira, pus pilha boa que tem durado bastante! É bem simples você escolhe o tempo de irrigação e o intervalo, e mantém em uma fonte de água aberta.

Estou mantendo duas irrigações por dia, 6 da manhã e 6 da tarde, com o tempo de irrigação variando dependendo da época do ano, e do calor mas entre 3 e 7 minutos.

É isso ai… e você já fez uma estufa? como anda o seu projeto?

 

 

 

Pedro Savério Penna

Formado em Ecoturismo e com especialização em Marketing e Negócios, gerencia uma empresa de Pesquisa de Mercado. Vive divido entre São Paulo e Piedade no interior, onde desenvolve seu projeto Agroecológico.

2 comentários em “Como fazer uma estufa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *