Posso usar Urina como adubo?

Xixi na horta e no pomar? Pode isso?

Mais do que apenas a analisar se isso faz mal ou bem para as plantas, alguns estudos mostram as vantagens de se usar urina humana como fertilizante.

Um estudo Sueco da universidade de Gotemburgo (➡️Urine processing for efficient nutrient recovery) analisou a Urina humana e seu potencial para adubação. Olhando para a análise dos macro nutrientes essenciais para as plantas a Urina humana apresentou a porcentagem de NPK – Nitrogênio, Fósforo,Potássio nas relações de 18:2:5 pura e 15:1:3  diluída em água, mostrando que é uma excelente forma de adubação orgânica.

Uma hesitação comum é o perigo de patógenos possíveis na Urina humana, apesar de apresentar algumas bactérias na Urina humana as bactérias mais comuns na Urina não apresentam um vetor de contaminação sendo dessa forma segura para o uso. A Urina deverá ser aplicada diretamente no solo e não nas folhagens ou frutos.

A Urina Humana tem uma concentração grande de nitrogênio, que para as plantas é essencial. O Nitrogênio é o macro nutriente responsável pelo crescimento vegetativo. Porém em grandes quantidades pode queimar as raízes, por isso seu uso mais aconselhável é diluído em água. No geral se aconselha uma diluição de 1 de Urina para 10 de Água.

Um estudo Finlandês usou Urina e Cinzas em uma plantação de tomates(➡️Pesquisa mistura urina humana e cinzas e produz excelente fertilizante), os resultados foram surpreendentes. A Cinza tende a ter alto teor de potássio sendo dessa forma a melhor contribuição a urina humana.

A dupla Cinza de madeira e Urina Humana foi um grande sucesso na adubação. Recursos em abundância que na maioria das vezes são descartados e acabam virando contaminantes.

O único fator a ser considerado é a ingestão de medicamentos, anticoncepcionais e outros medicamentos de uso continuo,  que continuam presentes na urina, se tornando possíveis contaminantes.

Eu sinceramente acredito que a percentagem não é significante na maioria dos casos, e no fim das contas faz muito mais bem do que mal, gerando um balanço positivo tanto com relação ao descarte dado a Urina quanto ao beneficio para as plantas. Se os medicamentos na Urina for uma preocupação para você aconselho ir mais a fundo na pesquisa dos efeitos que eles podem causar.

Essa matéria fala um pouco sobre o assunto:

Pesquisa de mestrado estudou as formas de tornar o reaproveitamento possível

E esse vídeo em inglês analisa com bases cientificas todos as ideias abordadas aqui e foi ponto de partida para esse post:

 

 

Pedro Savério Penna

Formado em Ecoturismo e com especialização em Marketing e Negócios, gerencia uma empresa de Pesquisa de Mercado. Vive divido entre São Paulo e Piedade no interior, onde desenvolve seu projeto Agroecológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *