Terra Preta de Indio- O que é? E o que podemos aprender com isso?

A Terra Preta de Índio é ainda considerada um mistério, característica dos assentamentos indígenas  da região do Tapajós- Amazônia, a terra preta de índio é um tesouro deixado por essas civilizações, o conhecimento da utilidade e principalmente de como era feito a Terra Preta de Índio é o que hoje intriga os estudiosos.

Com características de alta fertilidade e resiliência, a terra preta de índio é um achado que ainda tem muito a nos ensinar.

Como principais características a cor escura, e a profundidade de em média 30 centímetros, formado com acumulo de matéria orgânica o solo persiste, nessa faixa, muito fértil por um longo período de tempo, se contrapondo com o solo regular encontrado na Amazônia que não apresenta grau de fertilidade em suas camadas, e sim uma grande ciclagem de nutrientes em sua camada superior de serrapilheira.

As áreas de Terra Preta de Índio são hoje na maioria das vezes sítios arqueológicos, e diversos estudos da Embrapa e Inpa tentam entender o que acontece e como foi formada essa camada, feita por intervenção humana, que contribui para um solo mais rico no local.

Outro ponto importante que guia alguns estudos e a absorção e o armazenamento de Carbono nesses locais, um importante fator para tentar replicar e balancear as emissões extravagantes atuais.

Acumulo de matéria orgânica, cinzas e carvão vegetal, e alguns traços de cerâmica esse são alguns ingredientes conhecidos da receita. Porém exatamente como eram geradas e porque, intriga essa uma técnica perdida com o tempo.

Essas duas matérias são muito interessantes para quem quer ter um panorama e entender um pouco mais sobre a Terra Preta de Índio:

 

 

 

 

Pedro Savério Penna

Formado em Ecoturismo e com especialização em Marketing e Negócios, gerencia uma empresa de Pesquisa de Mercado. Vive divido entre São Paulo e Piedade no interior, onde desenvolve seu projeto Agroecológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *