Como fazer um sistema agroflorestal sintrópico sem irrigação com foco em frutas e anuais?

Agricultura Sintrópica como fazer?

Começou a primavera! E por aqui a primavera vem com muito trabalho.Vamos começar o terceiro Sistema Agroflorestal Sintrópico aqui no Quintal! É hora de por a mão na massa, ou melhor na terra e suar a camisa com muitos plantios. Essa primavera o objetivo é abrir duas novas áreas. Que serão a terceira e a quarta área de agrofloresta aqui de casa.

Esse é o vídeo desse plantio!

Sistema Agroflorestal Sintrópico com frutas e roça sem irrigação

A minha área de Agrofloresta não tem irrigação, e por isso o início da primavera é tão importante…Aqui no Sudeste é quando as chuvas se tornam mais regulares e é possível fazer alguns plantios anuais de “safra”.

Normalmente costumamos chamar esse tipo de plantio de “roça”. Ele se diferencia de um plantio de horta pois o foco é em espécies mais resistentes, de ciclo um pouco mais longo, e não em hortaliças que são mais frágeis e de ciclo curto.

Para o plantio de roça entram várias espécies, como por exemplo a mandioca, milho, feijão, inhame, batata doce, soja, girassol, cana de açucar entre outras… Mas como aqui é AGROFLORESTA! as árvores entram na jogada também!

Agrofloresta não tem receita, tem algumas dicas que podem ajudar, e a ideia aqui é dividir um pouco dos meus desafios e objetivos nessa área.

Para começar um dos meus focos esse ano é o Feijão! Ano passado plantei bastante feijão é foi sucesso! Garantimos nossa alimentação de feijão por uns 6 meses… Esse ano quero plantar feijão pro ano inteiro!

Outro foco nesse plantio é estabelecer árvores frutíferas, e estou investindo em cítricas e macadâmia. A escolha dessas duas tem dois motivos principais, um é eu pessoalmente gostar dos frutos e outro é por que já temos pés no sítio que se adaptaram bem a região e produzem bem…

Então nessa área o plantio foi organizado da seguinte forma:

Canteiros de 80 cm intercalando as culturas, e a cada 3 canteiros uma linha de árvore.

O plano era esse:

O plantio ficou assim:

Linha 1- Feijão na lateral do canteiro a cada 25 cm e mandioca no meio a cada 1 metro

Linha 2- Feijão  na lateral do canteiro a cada 25 cm e milho no meio a cada 50 cm

Linha 3- Feijão na lateral do canteiro a cada 25cm e milho e mandioca intercalada. 2 de milho a cada 50cm e uma de mandioca a cada 1 m.

Linha 4-Árvores- Feijão na lateral, milho, feijão guandu e crotalária entre mudas

Linha 5- Soja

Linha 6- Cenoura nas laterais e mamão a cada 2 metros  a cada 2 metros sementes de árvores Flamboyanzinho e Pata de Vaca intercalando. ( o flamboyanzinho e a pata de vaca tem como objetivo diversidade e matéria orgânica. Ambos são leguminosas que também contribuiem para o nitrogênio no solo)

Linha 7 – Feijão  na lateral do canteiro a cada 25 cm e milho no meio a cada 50 cm

Linha 8-Árvores- Feijão na lateral, milho, feijão guandu e crotalária entre mudas

Linha 9- Feijão  na lateral do canteiro a cada 25 cm e milho no meio a cada 50 cm

E assim por diante… Outra linha que também vai entrar é batata doce sozinha em um canteiro.

A Linha 4 e 5 são novos testes. Nunca plantei essas variedades dessa forma e quero ver como se adaptam nesse sistema.

Linha de Árvores

As minhas linhas de árvore foram desenhadas assim:

Houveram algumas mudanças na hora do plantio, principalmente porque eu não tinha as mudas de eucalipto e cedro australiano que queria colocar. Então para as emergentes usei: Gonçalo Alves, Jequitiba, Figueira e Araucária.O Eucalipto funciona bem no sistema Agroflorestal porque ele cresce rápido, sombreando rapidamente as mudas de estratos mais baixos. E  fornece muita matéria orgânica. Mas é preciso podas constantes.

Na linha de árvore vão duas linhas de feijão na lateral. Que são super importantes para ocupar o solo nesse primeiro momento entre as mudas coloquei milho, feijão guandu e crotálaria. Outra opção aqui seria o inhame.

Agora é ver brotar e esperar a colheita.

3 semanas depois do plantio! O feijão já brotou e as árvores estão bem!

Quer ver o como estruturei os canteiros do SAF2? ➡️Meus novos canteiros agroflorestais

E ai você já desenhou seu sistema agroflorestal? Alguma dica?

Bora plantar!

Pedro Savério Penna

Formado em Ecoturismo e com especialização em Marketing e Negócios, gerencia uma empresa de Pesquisa de Mercado. Vive divido entre São Paulo e Piedade no interior, onde desenvolve seu projeto Agroecológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *