12˚ Dia de Campo Florestal- Unesp Botucatu Fazenda Lageado

 

 

12-dia-de-campo-florestal-2016

Recebi por email o convite para esse Simpósio dia de Campo. Gostei da proposta e das palestras e resolvi ir.

Saindo do sítio deu uma puxada de 200km, foi um pouco cansativo, mas valeu a pena.

Meu maior interesse era entender um pouco como a agricultura tradicional está abordando o tema do florestamento e como os plantios de madeira estão acontecendo.

Foram abordados temas como plantio de Eucalipto, Bambu, logística, aplicação de lodo de esgoto na agricultura e psicologia comportamental.

A palestra que eu achei mais interessante, por incrível que pareça, foi sobre psicologia comportamental:

Como o comportamento humano determina os resultados Marcos Souza – Consultor Especial da Resource Solutions

A palestra foi um pouco fora da temática mas muito boa, abordava a teoria de Ned Herrmann dos 4 perfis comportamentais, ligando uma parte do cérebro e um animal águia,tubarão, gato e lobo.  Essa teoria divide os comportamentos humanos em 4 quadrantes sendo basicamente:

Águia criativo,Tubarão ativo, Gato Sensível e Lobo organizacional.

Essa teoria era totalmente nova para mim, e entendo que para qualquer área é importante além  de se conhecer, conhecer sua equipe pois ninguém trabalha sozinho, certo?

O tema é muito abordado por empresas de Coaching e encontrei alguns links interessantes para quem quiser se aprofundar:

Nesse link tem um ➡️ Teste de Perfil  Comportamental para saber com qual animal você se encaixa.

Nesse outro link  ➡️ IBC- Análise dos perfis comportamentais. Tem bastante informação, não gostei tanto dos vídeos, achei que o Marcos Souza foi bem melhor nas descrições dos Perfis na palestra, mas foi a melhor que achei disponível na internet  para quem quiser entender um pouco desse assunto.

Esperava bastante da palestra sobre Bambu, e foi bem decepcionante, ainda mais pensando que eu acordei 5 da manhã só para pegar essa palestra que era a primeira 😄. A abordagem foi bem superficial, e o enfoque foi apenas no potencial do Bambu.

Outra Palestra que gostei bastante foi:

Aplicação de lodo de esgoto em florestas comerciais. Prof. Dr. Roberto Lyra Villas-Boas

Um trabalho super legal que já estão desenvolvendo na região de Botucatu junto com a Sabesp para reaproveitamento do Lodo de Esgoto. Os estudos do Professor Roberto Lyra mostram como a utilização é segura e tem um enorme potencial para a agricultura. O lodo de esgoto já é amplamente utilizado em outros países, e é uma ótima solução para ciclagem de nutrientes e destinação de resíduos.

O trabalho está esbarrando em questões burocráticas, empecilhos de regulamentação e padrões de utilização.

A solução atual permite a utilização com transformação dos resíduos em composto orgânico, dessa forma sendo permitido a utilização desse composto na agricultura principalmente florestal.

Nessa matéria do ➡️ Jornal da Cidade- Lodo de esgoto vira adubo orgânico em Botucatu. O projeto é apresentado, inclusive ressaltando o ganho de um prêmio recente de sustentabilidade.  Recomendo a leitura!

Para quem quiser ir mais a fundo no assunto também achei esse trabalho ➡️ Lodo de Esgoto Grama Esmeralda do Professor Roberto Lyra que analisa o tema.

Depois das palestras fomos ao campo ver algumas aplicações.

A derrubada de um Eucalipto pelo técnico da Huqsvarna e a Serraria Móvel da Maquinafort  para mim foram os destaques da parte da tarde.

Esse é um vídeo da bela serra em funcionamento.

 

Além disso gostei bastante de conhecer o Campus da Unesp que está localizado em uma Fazenda experimental chamada Lageado, que ainda conta com a memória dos tempos que foi uma Fazenda Cafeeira fundada em 1843. ➡️Wikipédia Unesp Fazenda Lageado

Apesar da abordagem ser bem fora da minha proposta de agricultura, foram vários aprendizados que valeram a pena. Pensar na integração da Agricultura Tradicional com a Agricultura Sintrópica de Agroflorestas é um dos pontos importantes para quem quer ver isso acontecer em maior escala, e entender a cabeça do agricultor tradicional é essencial para mostrar que alternativas mais sustentáveis são possíveis.

 

 

 

Pedro Savério Penna

Formado em Ecoturismo e com especialização em Marketing e Negócios, gerencia uma empresa de Pesquisa de Mercado. Vive divido entre São Paulo e Piedade no interior, onde desenvolve seu projeto Agroecológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *